segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Desejar é arte!


Arte,era o que mais importava pra mim, onde eu passava horas desenhando e expressando em todos rabiscos, meus desejos e intuições, medos e desconfiança, minha insegurança. Quando desenhava, era só eu, minha mente e o pincel, tudo ao meu redor não valia nada. Tampouco me importava, entrava em mundo sóbrio que sempre achava a solução, era como se eu entrasse em uma guerra e saísse sem feridas, trazendo comigo a paz.
Nunca havia me apaixonado, nem sabia o que era o tal amor, que tanto ouvia falar. O amor que sentia, eram apenas com minhas pinturas, elas sim me fazia sentir bem,e fazia meu coração batesse mais forte. Até quando conheci uma pessoa,ou melhor um passaporte, no qual me fez viajar nos mais fundos sonhos e desejos de amor, não fazia ideia de como uma garota pudesse mexer tanto comigo e em tão pouco tempo,quantos arrepios diante do toque de sua pele me fazia delirar, nesse pouco tempo também me fez enxergar o mundo de uma outra maneira,me fez ver os outros com sentimento, um certo humanismo, jamais sentidoantes , onde só ela guiava meu caminho e eu o dela. Depois de um tempo, percebemos que havia algo que nos delimitava , ou quem sabe, nos fazia ficarmos mais apaixonados, o desejo. Nos desejamos um ao outro, como nunca desejamos alguém, era puro, genuíno e incontrolável.


Arthur Carlos

Um comentário:

  1. Lindo,parabéns Tutty,os posts estão ficando perfeitos! Bjão

    ResponderExcluir